Pesquisar

Open Hardware

Embora seja um conceito aparentemente simples, o conceito de Open Hardware no entanto ainda confunde muitas pessoas, que associa esse tipo de hardware à pirataria.
Iremos procurar de forma simples e sucinta procurar  ajuda-lo a entender o conceito  Open Hardware (ou Hardware livre), para auxilia-lo em suas próximas aquisições.

O QUE É OPEN HARDWARE?

O conceito Open Hardware é bastante parecido com o conceito de software livre, difundido pelo sistema operacional Linux, onde o  código fonte é aberto, ou seja, você pode baixar o código, fazer as suas próprias modificações e criar um Linux customizado.


Com o  Open Hardware é semelhante. São circuitos eletrônicos ou hardware de computador que podem ser copiados livremente, uma vez que o próprio desenvolvedor disponibiliza o diagrama elétrico (esquema elétrico), lista de componentes (BOM), layout de placa e outros informações relacionadas ao hardware.
Geralmente o desenvolvedor não cobra nenhuma taxa de licença, em alguns casos é exigido que o nome dele seja incluído nos créditos do projeto final. O desenvolvedor também pode exigir que qualquer projeto baseado em seu trabalho seja distribuído no esquema de Open Hardware.

AS VANTAGENS DO OPEN HARDWARE

Redução de custos talvez seja a primeira coisa que venha à cabeça quando se pensa em Open Hardware. Um fabricante pode encomendar milhões de componentes ao mesmo tempo, obter um desconto junto aos fornecedores e repassar esse desconto ao preço final do equipamento.
No entanto outra grande vantagem é a possibilidade de melhorar o hardware, acrescentando alguma funcionalidade extra ou até mesmo resolvendo algum problema de funcionamento no hardware original. 
PIRATARIA OPEN  HARDWARE 
Open Hardware (em inglês, Open source hardware) é um hardware eletrônico constantemente confundido com pirataria, mas são conceitos bastante distintos. Vamos tomar como exemplo o Arduino. Um determinado fabricante pode colocar em uma mesma placa um microprocessador ATmega, um regulador de tensão, o chip FTDI, os demais componente e criar seu próprio Arduino.
O que ele não deve  é utilizar o nome Arduino, o logo e a frase “Made in Italy”, principalmente se ele não foi produzido lá, certo ? Nesse caso, estaria caracterizada a pirataria.

PRODUTOS

Exemplo a comparação entre um Arduino Uno Italiano e uma placa baseada em Open Hardware.

clique para ampliar 

Nenhum comentário:

Postar um comentário